Miserere Mei, Deus

domingo, 12 de março de 2017

Museu São Bento


Fundado em 1582, o Mosteiro de São Bento testemunhou e participou da formação histórica e cultural da Cidade de Salvador. O registro desses mais de 434 anos foi preservado pelos monges beneditinos em uma das mais raras e antigas coleções artísticas e bibliográficas da América Latina.
No Museu de São Bento, instalado nas galerias superiores da Basílica de São Sebastião, está exposta uma mostra representativa de um acervo de mais de duas mil peças, entre quadros, porcelanas, cristais, ourivesaria, mobiliário, paramentos, além de 223 unidades de imaginária.
O acervo foi selecionado tendo em vista o caráter didático da visita, onde os visitantes podem elaborar uma breve síntese da história da arte no Brasil, seus períodos e seus estilos. Para tanto, dentre todo o universo das obras pertencentes ao acervo do Mosteiro, foram escolhidas as mais representativas dentro do estilo e das características de cada período histórico.
Tudo foi ordenado de modo a traçar um perfil evolutivo da nossa arte desde o século XVI, passando pelos séculos XVII, XVIII, XIX e XX. São obras de autores anônimos e populares, de artistas renomados com José Joaquim da Rocha, fundador da Escola Baiana de Pintura.


O Mosteiro de São Bento da Bahia fundado em 1582 pelos Monges advindos da Abadia de São Martinho de Tibães em Portugal é o primeiro mosteiro de todas as Américas. Em seu interior o mosteiro guarda um precioso acervo composto de imaginária, pinacoteca, ourivesaria e mobiliário. O visitante pode apreciar parte desse rico acervo no espaço do Museu do mosteiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário